Dicas e Macetes para Estudar e Aprender Geografia


Você conhece as melhores dicas e macetes de Geografia? Caso não, saiba que essas dicas e macetes por mais que sejam difíceis de serem encontradas na internet, elas existem e estão unidas em um único local.

Nesse terceiro, dos sete segredos de Como Estudar Geografia - Como Aprender Geografia (Clique no link para conhecer cada um dos outros 6), iremos conhecer cada uma dessas dicas e macetes que são capazes de transformar o estudo de geografia, de difícil para extremamente fácil e simples. Seguindo essas 16 dicas valiosas, você evitará se perder na matéria de Geografia e ainda vai tirar boas notas:

 

Dica 1 – Técnicas de memorização são essenciais no estudo de Geografia

A memória é essencial no estudo de geografia. Muito do que estudamos em Geografia está relacionado com conseguir memorizar dados e informações. Por isso, é necessário ter boas estratégias e técnicas de memorização que realmente funcionam e que aceleram a memorização dessas informações, garantindo que você irá conseguir lembrar de determinada informação no momento em que precisar. 

Caso você se esqueça do que aprendeu, vai ter que estudar novamente, gerando trabalho em dobro. Por isso, não despreze de forma alguma o uso de técnicas eficazes de memorização. Caso você não valorize essas técnicas, com certeza outros irão valorizar. Então, para aumentar sua capacidade de memorização no estudo de Geografia, preparamos uma página específica, tratando exatamente disso, que é:

Estratégias de memorização: Como Memorizar mais Rápido Geografia

Dica 2 – Leia os melhores livros de Geografia

Existem alguns livros de autores que são considerados os melhores do ramo. Sabemos que existem autores de livros que dificultam ao invés de facilitar os assuntos de uma matéria. Nesse caso, nossa sugestão para você aprender com qualidade os assuntos de geografia é lendo os seguintes livros: 

Geografia Geral e do Brasil - Paulo Roberto Moraes (Editora Harbra)
Geografia Geral e do Brasil - Murilo Alves da Cunha (Editora Francisco Alves)
Geografia Geral e do Brasil - Espaço Geográfico e Globalização - João Carlos de Moreira e Eustáquio de Sene (Editora Scipione)

Dica 3 – Aprenda a ler mapas geográficos

Para estudar geografia é importante saber ler um mapa. Para isso, procure observar o título do mapa, a sua legenda e a sua escala. Além disso, observe também cada uma das informações contidas no próprio mapa. É interessante também associar as informações.

Exemplo: Caso tenha em mãos um mapa de clima, procure observar a localização de cada um desses climas. Após isso, associe esse clima ao local onde ele está. O clima equatorial, por exemplo, está ligado à Floresta Amazônica, onde estão localizadas as capitais dos estados da região norte do Brasil.

Se familiarize ainda mais com os mapas, colocando em forma de texto as informações que estão sendo apresentadas de forma gráfica no mapa.

Dica 4 – Use os 5 princípios básicos para o estudo de Geografia

Conheça e use os 5 princípios básicos que devemos levar em consideração quando estivermos estudando Geografia. Esses princípios servem de base para a pesquisa, ensino e estudo da Geografia. Nas próximas dicas, iremos apresentar cada um desses princípios. 

Dica 5 – Conheça e use o Princípio da Extensão

O Princípio da Extensão e Localização: Esse princípio foi desenvolvido por Ratzel e ele se baseia em identificar os fatos à serem estudados. Após isso, deve ser feita uma medição do fato, como, por exemplo, a área e tamanho. E por último, deve ser feita a quantificação dos fatos, porém somente dos fatos que requerem a interpretação de tabelas e gráficos. Em resumo, esse princípio se baseia nos seguintes elementos:

Localizar ou Identificar os fatos
Mensurar ou medir os fatos
Quantificar os fatos

O principio da Extensão utiliza-se da interdisciplinaridade, ou seja, da integração entre várias disciplinas e campos de conhecimento, como a cartografia, a geodésica, a estatística, dentre outros. Sendo assim, um exemplo simples para entendermos o princípio da extensão são os sensos promovidos pelo IBGE. Para realizar um senso, o IBGE precisa localizar ou identificar a questão à ser estudada, como por exemplo, a quantidade de famílias que vivem apenas com um salário mínimo. Em seguida deve-se mensurar ou medir o espaço geográfico que estará realizando esse senso. Exemplo: Somente nas regiões sul e sudeste do Brasil. Por último, deve ser feita a quantificação desses fatos, apresentando num gráfico em números percentuais os resultados obtidos por essa pesquisa.

Dica 6 – Conheça e use o Princípio da Causalidade

O Princípio da Causalidade: Esse princípio foi desenvolvido por Humboldt e ele se baseia na ideia de que o estudo da geografia precisa estabelecer uma hierarquia entre causas e consequências de cada um dos fatos. Dessa forma o estudo da geografia fica mais organizado e mais fácil de ser entendido. Um dos exemplos mais simples é pensar no planeta sem a presença da espécie humana. O simples fato do ser humano existir implica em diversas consequências. Por exemplo: O degelo é uma das consequências do aquecimento global. As causas do aquecimento global são principalmente o desmatamento e a queima de gases de combustíveis fósseis, como petróleo, carvão mineral e gás natural. Em resumo: O homem é a causa principal e as consequências são os desastres naturais.

Dica 7 – Conheça e use o Princípio da Relação

O Princípio da Relação: Esse princípio foi desenvolvido por Ritter e ele se baseia na necessidade em se comparar os fatos, para que assim possa identificar as diferenças e as semelhanças. É extremamente importante na geografia que se façam relações. Essas relações podem ser com diferenças ou/e semelhanças e efeitos de causa e consequência. Para entender melhor, existem professores que ao invés de pedirem para você explicar como é o clima subtropical, podem acabar pedindo para você diferenciar o clima subtropical do clima tropical. Para explicar essa diferença, em primeiro lugar você precisa conhecer cada um dos dois climas. Em segundo lugar, saber as diferenças entre eles. Para ajudar, procure ficar bem atento aos fenômenos, vendo como são causados e quais as suas consequências.

Dica 8 – Conheça e use o Princípio da Interligação

O Princípio da Interligação ou Conexidade: Esse princípio foi desenvolvido por Brunhes e ele explica que cada um dos fatos geográficos nunca ocorre de forma isolada, pois estão conectados às condições naturais e sociais do lugar onde ocorrem. Nesse caso, para entendê-los, torna-se necessário que aconteça uma interligação, ou seja, uma conexão entre os conhecimentos geográficos e as várias disciplinas e campos de conhecimento que sejam fundamentais ao estudo da geografia moderna. Exemplo: A revolução industrial foi um fato geográfico, pois através da criação e desenvolvimento das fábricas, ocorreram mudanças no espaço geográfico. Para entender melhor esse assunto, além de estudar geografia, precisamos estudar também história, sociologia, ciência política e economia.

Dica 9 – Conheça e use o Princípio do Tempo

O Princípio do Tempo: Esse princípio foi desenvolvido por Brunhes e ele explica que cada um dos fatos geográficos está em constantes mudanças, sendo necessário analisar as tendências da evolução dos fatos, ou seja, analisar o passado para poder entender o presente. Ele ainda explica que o presente nada mais é do que um produto do passado, sendo necessário estudar as transformações que ocorrem ao longo do tempo. Exemplo: As geleiras que atualmente são encontradas em sua maior quantidade (99%) na Antártida e Antártica, armazenam entre 70% e 80% de toda a água doce do mundo. Para compreender melhor esse fato geográfico, precisamos voltar à era do gelo e estudar esse período da pré-história. Em outras palavras, o passado irá nos situar no presente..

Dica 10 – Conheça as dicas de Geografia para o Vestibular

1: Geografia do Brasil - Boa parte dos vestibulares pedem do candidato uma visão mais detalhada da realidade brasileira, esperando que o candidato organize, relacione e analise os fatos geográficos brasileiros ao invés de apenas conhecer os aspectos da Geografia do Brasil. 

2: Geografia Geral – Diferente do que é pedido na maioria dos vestibulares para a Geografia do Brasil, na Geografia Geral, pedem que o candidato tenha uma visão mais informativa e menos detalhista. A nossa recomendação é que:

- Desenvolva um bom conhecimento de cartografia, aprendendo a “ler” diversos mapas, a fim de conhecer tanto o espaço geográfico mundial quanto a distribuição dos principais fatos geopolíticos e geográficos.

- Ler jornais e revistas para que possa estar sempre “por dentro” dos mais recentes acontecimentos que ocorrem ao redor do mundo, dando uma maior atenção aos acontecimentos de caráter geopolítico e econômico.

Dica 11 – Quando estiver livre, assista documentários de Geografia

National Geographic e outros canais de documentários são uma excelente ideia para quem deseja se envolver e aprender mais facilmente os assuntos de Geografia. Seu passatempo, além de divertido, vai ser também um complemento em seus estudos de geografia. Assim, você estará fortalecendo seus conhecimentos, pois além de aprender em sala de aula e em leituras de livros, irá aprender também assistindo aos documentários.

Dica 12 – Tenha certeza de que está aprendendo Geografia

Além de ter boa memória e conseguir decorar grande quantidade de informações de uma enciclopédia, é necessário que o estudante compreenda o espaço em que vivemos, percebendo cada uma das diferenças existentes na humanidade, para que assim possa interpretá-las à luz da ética, respeitando as diferenças. 

Ao fazer uma prova de geografia, você não vai simplesmente responder as questões, vai também resolvê-las, fazendo a interação com os conhecimentos obtidos ao longo das aulas. Daí a necessidade em assistir à todas as aulas, respondendo aos questionamentos, resolvendo testes e tirando cada uma de suas dúvidas em sala de aula..

Dica 13 – Fique atualizado sobre as novidades na área da geografia

Como já sabemos, a geografia estuda nosso planeta de uma forma geral e sua ocupação pelo homem. Pelo fato de estarmos sempre passando por mudanças, precisamos nos atualizar constantemente. Por isso, devemos sempre estar lendo jornais e revista e ficando “por dentro” de tudo. Isso acaba aumentando o interesse pela geografia, facilitando a compreensão dos assuntos em sala de aula.

Dica 14 – Contextualize as informações e assuntos de geografia

Como a cada dia novas informações vão surgindo, torna-se necessário relacionar os fatos, contextualizando cada um deles. É mais do que necessário conhecer os conflitos entre países e as notícias novas propagadas pela mídia. Se ficarmos presos somente nos livros de geografia, estaremos nos alienando do mundo. Por isso, além de sabermos sobre os fatos, precisando ter a capacidade de relacioná-los. Não podemos analisar os fatos de forma isolada e sim contextualizando-os.

Dica 15 – Saiba a diferença entre Tempo e clima

Por incrível que pareça, muitos estudantes consideram o tempo e o clima a mesma coisa. Porém, devemos entender que tempo é o estado momentâneo do ar, num determinado lugar da Terra. Já o clima, pode ser definido de 3 formas: 

1 – O conjunto de fenômenos meteorológicos, como temperatura, chuvas, pressão atmosférica, umidade e ventos, que caracterizam o estado médio da atmosfera num determinado ponto da superfície terrestre. 

2 - Conjunto de estados do tempo meteorológico que caracteriza uma determinada região durante um grande período de tempo, incluindo o comportamento habitual e as flutuações, resultante das complexas relações entre a hidrosfera, atmosfera, geosfera, biosfera e criosfera. 

3 - Sucessão habitual dos tipos de tempo. Os elementos são: Pressão, temperatura e umidade atmosférica (diferenciando os climas planetariamente). Devemos destacar também altitude, latitude, proximidade do mar, correntes marítimas (diferenças regionais dos climas).

Dica 16 – Veja os assuntos de Geografia que mais caem no ENEM

Se você está se preparando para o ENEM, precisa saber que quando se trata de questões ambientais, geografia e biologia andam juntas dentro da prova. Porém, não basta saber somente isso, você precisa descobrir os principais assuntos de geografia que caem no ENEM. Veja abaixo cada um deles: 

Aspectos Socioeconômicos (principalmente do Brasil) - Mortalidade infantil e crescimento populacional são dois dos muitos exemplos que poderiam ser lembrados nesse ponto. 
Problemas Ambientais – Efeito estufa, enchentes e desmatamentos são questões sempre presentes. 
Geopolítica Internacional - Primavera árabe, guerras e terrorismo aparecem sempre com intuito de discutir um determinado contexto histórico. É comum esse assunto estar ligado ao papel brasileiro no referido cenário. 
Agricultura – Poderíamos destacar alguns assuntos, como desmatamento, extrativismo predatório, fome e reforma agrária.

Descubra mais sobre como aprender Geografia nos links abaixo. Se deseja conhecer os segredos para o estudo correto de outras matérias, acesse também a página principal do site no link: Como Estudar - Como Aprender




COMO ESTUDAR - COMO APRENDER


Site fornecido por Homemsite - Criação de sites. 2013 © Conteúdo deste site é protegido pela lei 9610 de 19/02/98 e sua reprodução não é permitida.